Candidaturas

Vagas para 2024/2025: 10 (2ª fase)

 

 

Condições de acesso

O acesso e o ingresso no Programa regem-se pelo disposto no n.º 1 do art.º 30º do Decreto-lei n.º 74/06 de 24 de Março, republicado pelo Decreto-Lei n.º 115/2013 de 07 de agosto, nomeadamente:

  • Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal, cujos curricula vitae evidenciem uma adequada preparação científica de base
  • Os titulares do grau de licenciado ou equivalente legal, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido pelo Conselho Científico como atestando capacidade para a realização do Programa
  • Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido pelo Conselho Científico como atestando capacidade para a realização do Programa

Critérios de seriação

1.    Currículo académico, dividido nos seguintes parâmetros:
1.1.    Classificação da formação pós-graduada, com peso de 20%:
- Se o(a) candidato(a) for titular da parte escolar de um mestrado ou titular de um curso de pós-graduação, a classificação respetiva conta 50%;
- Se o(a) candidato(a) for titular do grau de mestre, a nota final do mestrado contará 100%.     
1.2.    Classificação da licenciatura, com peso de 15%.
1.3.    Adequabilidade da formação académica de base na área do doutoramento ou em áreas afins (mestrado e licenciatura) e da formação académica complementar (como, por exemplo, certificados de exames de língua Inglesa ou outros relevantes para o programa de doutoramento), com peso de 10%.    

2.    Currículo profissional e científico relevante para a realização do programa, com peso de 20%.

3.    Carta de motivação, com peso de 35%


- A Direção do programa de doutoramento reserva-se no direito de solicitar uma entrevista individual, em Inglês (a qual poderá ocorrer por videoconferência) para aferir a classificação a atribuir à carta de motivação.     

 

Observações:

 

. Na fase de janeiro só serão aceites candidaturas de estudantes que tenham uma classificação final de candidatura igual ou superior a 13 valores.

. Todas as candidaturas com uma classificação final de candidatura inferior a 10 valores serão excluídas do processo de seleção, disposição que se aplica a todas as fases de candidatura.

. As classificações a atribuir nos critérios 1.1 e 1.2 serão numa escala 0 a 20, arredondadas às unidades. 

. Nos casos de diplomas estrangeiros aplica-se a fórmula de equivalência de habilitações literárias estrangeiras da Direção Geral do Ensino Superior:

Cfinal = {[(C-Cmin)/(Cmax-Cmin)]*10} + 10

em que:

Cfinal = classificação final convertida para a escala portuguesa;

C = classificação final do grau académico ou diploma estrangeiro;

Cmin = classificação mínima a que corresponde aprovação na escala de classificação final estrangeira;

Cmax = classificação máxima da escala de classificação final estrangeira.

. Na fase de janeiro, serão apenas consideradas candidaturas de titulares de licenciatura ou formação pós-graduada obtidas em instituições de ensino internacionais que estejam presentes na última edição do ranking Times Higher Education ou do ranking de Xangai.

. Sempre que aplicável, todas as candidaturas recebidas numa determinada fase de candidatura são analisadas em igualdade de circunstâncias com as candidaturas que transitaram da fase anterior. No entanto, os candidatos não colocados numa determinada fase não transitam automaticamente para a fase seguinte. Assim, caso continuem interessados no doutoramento, terão obrigatoriamente de realizar uma nova candidatura ao curso, a qual ficará isenta de taxas 

 

Documentação necessária

Os candidatos têm de formalizar a sua candidatura através do formulário da Universidade do Algarve disponível nesta página, juntando os seguintes documentos: 

  •  Comprovativos de que o candidato reúne as condições de admissão requeridas neste edital; 
  •  Curriculum vitae atualizado, incluindo trabalhos publicados ou devidamente documentados; 
  •  Carta de motivação (discutindo os pontos mencionados abaixo - ver Observação 1); 
  •  Comprovativo do pagamento de taxa de candidatura;
  •  Requerimento de admissão ao Conselho Científico da Faculdade de Economia devidamente preenchido, disponível aqui.

 

Os diplomados por instituições estrangeiras terão de adicionar ao certificado de habilitações uma declaração oficial, emitida pela Instituição de Ensino Superior onde concluiu o grau académico (ou pós-graduação), da qual conste a classificação final desse grau académico (ou pós-graduação), bem como a respetiva escala utilizada. Esta declaração tem de ser redigida em língua portuguesa ou inglesa, devidamente validada por entidade competente. Caso esta declaração não seja apresentada, considera-se que o aluno obteve uma classificação de 10 valores na escala Portuguesa.  

Observações:

 

• A carta de motivação deve ser escrita em Inglês, ter cerca de 1000 palavras, e incluir discussão dos seguintes tópicos (entre outros que lhe pareçam relevantes):

• porque é que deseja realizar um doutoramento, e em particular, um doutoramento em Métodos Quantitativos Aplicados à Economia e à Gestão;

• porque é que deseja realizar o doutoramento na Faculdade de Economia da Universidade do Algarve;

• o que gostaria de explorar na sua tese de doutoramento (tente escrever um resumo alargado, contendo o tema que gostaria de explorar, e, se possível, a sua relevância, as metodologias e métodos que pensa utilizar, e as principais referências bibliográficas sobre o tema). Caso venha a ser admitido, durante o primeiro ano do curso, terá oportunidade de assistir a vários seminários temáticos e de métodos, tendo a possibilidade de alterar o plano de trabalho;

• o tempo que planeia dedicar ao doutoramento (tempo inteiro ou tempo parcial);

• se pretende exercer uma atividade profissional durante o período de realização do doutoramento e, em caso afirmativo, como espera conciliar essa atividade com a atividade estudantil;

• as formas de financiamento do doutoramento (recursos próprios, bolsas, etc.);

• onde pretende residir durante o período de realização do doutoramento e se já refletiu relativamente à questão da habitação.

 

Candidatura on-line

 

 
 

Calendário 2024/2025

1.ª Fase*  
Apresentação de candidaturas 05-01-2024 a 31-01-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 01 a 09-02-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 09-02-2024
Divulgação dos resultados  (após validação pelos SA) 16-02-2024
Reclamação dos resultados 16 a 20-02-2024
Resposta às reclamações até 23-02-2024
Inscrição e matrícula 19 a 29-02-2024

* Destina-se a cursos de mestrado e doutoramento que são lecionados exclusivamente na língua inglesa.

2.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 11-03-2024 a 05-04-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 08 a 18-04-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 18-04-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 23-04-2024
Reclamação dos resultados 23 a 26-04-2024
Resposta às reclamações até 03-05-2024
Inscrição e matrícula 29-04 a 10-05-2024
3.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 27-05-2024 a 05-07-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 08 a 16-07-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 16-07-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 23-07-2024
Reclamação dos resultados 23 a 26-07-2024
Resposta às reclamações até 30-07-2024
Inscrição e matrícula 24 a 31-07-2024
4.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 09-08-2024 a 26-08-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 26/08 a 04-09-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 04-09-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 11-09-2024
Reclamação dos resultados 11 a 13-09-2024
Resposta às reclamações até 17-09-2024
Inscrição e matrícula 11 a 19-09-2024

Nota: Os candidatos extracomunitários são aconselhados a apresentarem a sua candidatura nas primeiras fases devido à necessidade de obtenção de visto, processo que poderá atrasar a chegada a território nacional.