Candidaturas

Vagas para 2024/2025:   

2ª Fase

Candidatos licenciados Nacionais de um estado que seja membro da União Europeia: 10

Candidatos licenciados Nacionais de um estado que não seja membro da União Europeia: 5

Candidatos Finalistas Nacionais de um estado que seja membro da União Europeia: 10

 

Número mínimo de candidatos: 8

 

Condições de acesso

a) Titulares de uma licenciatura ministrada por Instituição de Ensino Superior Portuguesa, cujo currículo revele uma adequada preparação científica de base
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, cujo currículo revele uma adequada preparação científica de base
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Economia, cujo currículo revele uma adequada preparação científica de base
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Economia
d) Finalistas das licenciaturas identificadas nos pontos a) e b) com um mínimo de 138 ECTS aprovados e em condições de obter o grau de licenciado até ao final do mês de julho do ano letivo em que se candidatam. Estas candidaturas só são aceites na fase de março e serão consideradas condicionais até a obtenção do grau de licenciado
e) O reconhecimento a que se referem os pontos c) e d) tem como efeitos apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau

Critérios de seriação

Critério (A) - Classificação da Licenciatura
Classificação (escala 0 a 20) arredondada às unidades obtida numa licenciatura que revele uma adequada preparação científica de base. 

Nos casos de diplomas estrangeiros aplica-se a fórmula de equivalência de habilitações literárias estrangeiras da Direção Geral do Ensino Superior:
Cfinal = {[(C-Cmin)/(Cmax-Cmin)]*10} + 10

em que:
Cfinal = classificação final convertida para a escala portuguesa;
C = classificação final do grau académico ou diploma estrangeiro;
Cmin = classificação mínima a que corresponde aprovação na escala de classificação final estrangeira;
Cmax = classificação máxima da escala de classificação final estrangeira.


Critério (B) - Posição da Instituição de Ensino da Licenciatura nos rankings internacionais 
20 – Se a instituição de ensino está presente na última versão disponível do Times Higher Education World University Rankings
10 – Se a instituição de ensino é nacional mas não está presente na última versão disponível do Times Higher Education World University Rankings
0 – Outras situações


Critério (C) - Avaliação curricular
20 – Experiência profissional/científica (> 2 anos) em atividades muito relacionadas com a área científica do mestrado;
10 – Experiência profissional/científica (1– 2 anos) em atividades relacionadas com a área científica do mestrado;
5 – Experiência profissional/científica (0 – 1 ano) em atividades medianamente relacionadas com a área do mestrado;
0  –  Outras situações 


Critério (D) - Formação Adicional
Mediante análise da formação complementar já concluída pelo candidato (grau de Mestre ou Doutor, diploma de pós-graduação e certificados de conclusão de unidades curriculares de 2º ciclo que sejam adequadas ao objetivo deste ciclo de estudos), atribuem-se as seguintes classificações:
20 – Muito relevante; 
10 – Relevante; 
5 – Pouco relevante; 
0 – Sem formação adicional relevante. 


Critério (E) - Carta de Motivação 
Atribuição de classificação de 0 a 20 mediante análise da carta de motivação


Classificação final da candidatura = 0,65 Critério (A) + 0,15 Critério (B) + 0,10 Critério (C) + 0,05 Critério (D) + 0,05 Critério (E)

Utilizar-se-ão os seguintes critérios de desempate sempre que tal for necessário:
1. Classificação exata (sem arredondamento à unidade) da licenciatura;
2. Reavaliação em termos comparativos da carta de motivação;
3. Eventual realização de entrevista de seleção.

NOTAS:
1. Na fase de março só se consideram candidaturas nas quais a classificação da licenciatura é igual ou superior a 14 valores na escala portuguesa;
2. Todas as candidaturas com uma classificação final de candidatura abaixo de 9,5 valores serão excluídas do processo de seleção. Esta disposição aplica-se a todas as fases de candidatura ao mestrado;
3. Não serão consideradas candidaturas na fase de março efetuadas por titulares de licenciaturas obtidas em instituições de ensino internacionais que não estejam presentes no Times Higher Education World University Rankings;
4. Sempre que aplicável, todas as candidaturas recebidas numa determinada fase de candidatura são analisadas em igualdade de circunstâncias com as candidaturas que transitaram da fase anterior. No entanto, os candidatos não colocados numa determinada fase não transitam automaticamente para a fase seguinte. Assim, caso continuem interessados no mestrado, terão obrigatoriamente de realizar uma nova candidatura ao curso, a qual ficará isenta de taxas.

Documentação necessária

As candidaturas devem conter a seguinte informação:
a) Curriculum vitae;
b) Fotocópia de documento de identificação (bilhete de identidade/cartão de cidadão ou passaporte);
c) Fotocópia do cartão de contribuinte ou número de identificação fiscal;
d) Uma foto;
e) Comprovativo do pagamento da taxa de candidatura;
f) Certificado de habilitações, contendo as classificações das unidades curriculares e certificado da conclusão final do curso de 1º ciclo (licenciatura);
g) Carta de motivação;
h) Outros documentos relevantes para a análise dos critérios de seleção;
i) Preenchimento do formulário de candidatura online.

NOTAS:
1. Os diplomados pela UAlg podem substituir o certificado de habilitações por um ficheiro pdf com a mesma informação registada no sistema interno da Universidade do Algarve;
2. Os diplomados por instituições estrangeiras terão de adicionar ao certificado de habilitações uma declaração oficial, emitida pela Instituição de Ensino Superior onde concluiu o grau académico, da qual conste a classificação final desse grau académico, bem como a respetiva escala utilizada. Esta declaração tem de ser redigida em língua portuguesa ou inglesa e ser devidamente validada por uma entidade competente. Caso esta declaração não seja apresentada, considera-se que o aluno obteve uma classificação de 10 valores na escala Portuguesa; 
3. Na fase de março, os candidatos finalistas terão de substituir o certificado de habilitações por uma declaração sob compromisso de honra, elaborada pelo próprio, atestando a condição de finalista com pelo menos 138 ECTS completos à data da candidatura e indicando a média ponderada de todos os ECTS realizados no momento da candidatura. Esta declaração será acompanhada de documento comprovativo dos ECTS realizados e respetivas classificações.

 
 

Calendário 2024/2025

1.ª Fase*  
Apresentação de candidaturas 05-01-2024 a 31-01-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 01 a 09-02-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 09-02-2024
Divulgação dos resultados  (após validação pelos SA) 16-02-2024
Reclamação dos resultados 16 a 20-02-2024
Resposta às reclamações até 23-02-2024
Inscrição e matrícula 19 a 29-02-2024

* Destina-se a cursos de mestrado e doutoramento que são lecionados exclusivamente na língua inglesa.

2.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 11-03-2024 a 05-04-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 08 a 18-04-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 18-04-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 23-04-2024
Reclamação dos resultados 23 a 26-04-2024
Resposta às reclamações até 03-05-2024
Inscrição e matrícula 29-04 a 10-05-2024
3.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 27-05-2024 a 05-07-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 08 a 16-07-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 16-07-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 23-07-2024
Reclamação dos resultados 23 a 26-07-2024
Resposta às reclamações até 30-07-2024
Inscrição e matrícula 24 a 31-07-2024
4.ª Fase  
Apresentação de candidaturas 09-08-2024 a 26-08-2024
Seriação dos candidatos pelas unidades orgânicas 26/08 a 04-09-2024
Envio da seriação aos SA pelas UO 04-09-2024
Divulgação dos resultados (após validação pelos SA) 11-09-2024
Reclamação dos resultados 11 a 13-09-2024
Resposta às reclamações até 17-09-2024
Inscrição e matrícula 11 a 19-09-2024

Nota: Os candidatos extracomunitários são aconselhados a apresentarem a sua candidatura nas primeiras fases devido à necessidade de obtenção de visto, processo que poderá atrasar a chegada a território nacional.